Não há dúvidas de que a prática regular de exercícios físicos traz benefícios à saúde. Mas e quanto ao futebol? Aquele praticado de forma recreativa?

Tentando responder a essa pergunta, muitos estudos têm avaliado seus efeitos na prevenção e no tratamento de doenças.

O futebol é, de longe, o esporte mais popular no mundo. São mais de 400 milhões de jogadores, e, se você é um deles, veja esses dados publicados recentemente no Br J Sports Medicine. Eles mostram que se pode conseguir muito mais do que diversão nesses encontros com os amigos.

 

Por Drª Daniele C. Tokars Zaninelli*

Post-FutebolEstima-se que durante uma partida de futebol os participantes realizem mais de 100 corridas de alta intensidade além de outras atividades intensas específicas, como dribles, chutes, defesas, voltas e saltos, com baixa percepção de esforço quando comparado a outras modalidades esportivas, o que o torna agradável, conquistando tantos seguidores.

Em resumo, esse estudo mostrou que homens que jogavam futebol durante 45 a 60 minutos pelo menos 3 vezes por semana tiveram os seguintes benefícios: 

– Redução da pressão arterial 

– Redução da freqüência cardíaca de repouso

– Melhora na função cardíaca e no condicionamento cardiorrespiratório

– Melhora dos níveis de colesterol

– Aumento da massa muscular

– Melhora da capacidade funcional- Redução da massa gorda

A maioria das mudanças ocorreram nos primeiros 3 meses de observação.

Pacientes considerados de maior risco para doenças cardiovasculares, como hipertensos e diabéticos, podem ter benefícios ainda maiores na prevenção de complicações.

Mas não podemos esquecer de alguns cuidados:

O esporte deve ser iniciado gradativamente para evitar lesões.

Portadores de diabetes, doenças cardiovasculares ou outras condições que exijam atenção devem ser avaliados por seus médicos antes de iniciar a prática de qualquer modalidade esportiva.

*Daniele C. Tokars Zaninelli é médica e especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e atua como endocrinologista em Curitiba.