41 3121.1001

41 99121.1001

Dicas - Emagrecimento

Dieta proteinada: um novo conceito em dietas - Método PronoKal

Por Drª Daniele C. Tokars Zaninelli*

A dieta proteinada faz parte de um programa de tratamento para perda de peso muito diferente do esquema tradicional. É bastante interessante para pacientes que não tiveram sucesso com outros métodos. Promove uma rápida perda de peso nos primeiros meses de tratamento.

Dieta Proteinada | Endocrinologia CuritibaEste método vem sendo realizado na Europa há mais de uma década, mas só chegou ao Brasil em meados de 2013. A prescrição só pode ser feita por médicos habilitados através de treinamento específico. Uma avaliação clínica completa antes da indicação da dieta é imprescindível para conhecer o estado de saúde do paciente, e para detectar possíveis contraindicações ao método.

Diferente do que se espera dos planos de reeducação alimentar, no método Pronokal é possível se conseguir uma perda acentuada de peso no início do tratamento. Assim como acontece com qualquer intervenção que objetive o emagrecimento, é necessário o acompanhamento a longo prazo para evitar o reganho de peso.

O tratamento com o método Pronokal apresenta três fases distintas:

1. Dieta proteinada de muito baixo valor calórico (suplementos proteicos e vitamínicos)
2. Fase de reeducação alimentar com ajuste escalonado do valor calórico
3. Manutenção (sem uso de suplementos alimentares)

Apesar de se tratar de um substituto de refeições constituído basicamente por proteínas, o teor proteico diário é normal, ou seja, a dieta não é hiperproteica. Sendo assim, não sobrecarrega fígado e rins.

Como funciona?

Proteínas de alto valor biológico são fornecidas sob a forma de preparados (Pronokal ®), diferente do que ocorre na "dieta das proteínas", que se baseia em alimentos ricos em gordura, com difícil adesão e riscos de saúde evidentes se mantida por longos períodos. O que chama a atenção nessa dieta, é que os alimentos são altamente proteicos, porém tem sabor e aspecto de carboidrato.

Como exemplo, existem opções como pão, purê, omeletes, crepes, sopas, cremes, mingau, bolo, panqueca, sucos, iogurte, chá e cappuccino. Além disso é obrigatório o consumo de fibras através das verduras "permitidas". Suplementos minerais e vitamínicos evitam a fadiga e os estados carênciais. Também é recomendado o consumo de pelo menos 2L de água ao dia.

Nos primeiros dois a três dias existe a sensação de fome, mas à medida que se estabelece a "cetose", onde as células de gordura são metabolizadas para fornecer energia ao corpo, ocorre redução do apetite e aumenta a sensação de bem-estar.

À medida que o paciente vence cada etapa do método, alimentos são introduzidos progressivamente no lugar dos substitutos de refeições, entrando num processo de reeducação alimentar que será mantido a longo prazo.

Toda vez que perdemos peso perdemos massa magra, além de perder tecido gorduroso. Quando recuperamos peso aumenta a gordura corporal, mas a massa magra não se recupera... Portanto, a cada emagrecimento há redução da massa magra e com isso também do metabolismo, o que torna cada tratamento mais difícil. A dieta proteinada permite uma perda de grande quantidade de peso principalmente às custas de massa gorda, minimizando a perda de massa magra.

Assim como ocorre com qualquer tratamento que objetive a perda de peso, aqui não seria diferente. Exercícios físicos devem ser realizados regularmente!

*Daniele C. Tokars Zaninelli é médica e especialista em Endocrinologia e Metabolismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e atua como endocrinologista em Curitiba.

Confira outras dicas da Drª Daniele C. Tokars Zaninelli:
Como estão seus níveis de Vitamina D? Fique Atento!
Entendendo os Rótulos de Alimentos
Você conhece seus hábitos alimentares?