41 3121.1001

41 99121.1001

Dicas - Saúde e Bem Estar

Afinal, café faz bem à saúde?

É importante lembrar que a cafeína pertence ao grupo das metilxantinas, encontradas também em grãos de cacau, chás, guaraná, chocolate, bebidas à base de cola (refrigerantes) e sob a forma de comprimidos. Uma xícara de café contém cerca de 80 a 100mg de cafeína. O chá tem cerca de metade da quantidade de cafeína do café, mesmo quando se trata do chá verde.

O que os estudos mostram?

Muitos resultados conflitantes! Alguns estudos sugerem que o consumo regular levaria à redução do risco de doenças como o Diabetes tipo 2, câncer e outras doenças do fígado, doenças cardiovasculares (derrame e infarto), e até mesmo da Doença de Alzheimer.

Substâncias com efeitos divergentes

Algumas substâncias presentes no café podem apresentar diferentes efeitos no organismo:

- Cafestol e Caveol:

Efeito negativo - associadas ao aumento dos níveis do colesterol “ruim” (LDL). Esse efeito é reduzido quando o café é filtrado. O café expresso tem maiores quantidades dessas substâncias, mas como costuma ser consumido em menores quantidades esse efeito não seria tão evidente.

Efeito positivo - ação anticarcinogênica e antioxidante com potencial proteção contra o câncer e as doenças do fígado. Se perdem quando o café é filtrado.

- Ácido clorogênico e outros antioxidantes:

Efeito negativo - elevariam os níveis de homocisteína, que está associada ao maior risco de aterosclerose.

Efeito positivo - redução do risco de doenças cardíacas e diabetes

Porém...A maior parte das pessoas não consome café em busca de seus possíveis benefícios à saúde, mas simplesmente por que apreciam a bebida e a tem como um hábito, que faz parte de sua vida social.

Café “estimulante”

Hoje em dia quase todo mundo dorme menos do que precisa. Conscientes ou não de seus efeitos, muitos recorrem aos efeitos da cafeína para se manter alertas. O grande responsável pela sensação de sono é a adenosina, neurotransmissor que se acumula no cérebro ao longo do dia reduzindo a atividade dos neurônios. A cafeína impede a ação da adenosina, diminuindo a sensação de cansaço.Porém, vale lembrar que o sono nada mais é do que uma forma do organismo sinalizar que o descanso é necessário para evitar a “sobrecarga no sistema”. Quando não respeitamos esse sinal e reduzimos as horas de sono, temos que pagar um preço.Cada 1 hora e meia de sono perdido leva a uma redução de cerca de 30% no estado de alerta na manhã seguinte, o que pode levar ao consumo de mais café, e assim por diante...

Cafeína no esporte

A cafeína está presente em termogênicos com o objetivo de melhorar o desempenho físico, diminuir a sensação de fadiga e dar mais disposição para o treino. Pode ser ingerida por meio de suplementos ou mesmo através do cafezinho normal, desde que em quantidades adequadas. Seu uso exige cautela pelo potencial de causar ou acentuar casos de hipertensão arterial, arritmias ou outros problemas cardiovasculares durante a prática de exercícios.

Café emagrece?

A cafeína tem efeito termogênico, que depende da dose consumida. Esse efeito é maior em pessoas que não tomam café habitualmente. Seu efeito também é menor em obesos do que em magros. O consumo de cafeína na dose de 300mg/d parece reduzir a ingestão calórica, porém o efeito se perde ao longo do tempo. Na prática seu consumo não leva à perda de peso.

Curiosidades

Fumantes tomam café com mais freqüência por que o tabaco acelera o seu metabolismo, reduzindo seus níveis mais rapidamente.

Usuárias de pílulas anticoncepcionais são mais sensíveis aos efeitos do café, que demora mais a ser metabolizado.

Em resumo: O café pode trazer uma sensação de bem estar, e talvez traga alguns benefícios à saúde quando consumido com moderação, mas as evidências ainda não nos permitem dizer que esse é um hábito que deva ser incorporado ao dia a dia de quem ainda não o tem, com o objetivo de melhorar a saúde. Existem outras atitudes que podem trazer resultados mais efetivos, como manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos regularmente. Recomenda-se a ingesta de até 3 xícaras ao dia.