41 3121.1001

41 99121.1001

Você sabia? Características físicas podem dar dicas sobre o estado de saúde de uma pessoa. A combinação de altura e peso, bem como a observação do padrão típico de distribuição de gordura corporal, somados a outros fatores, podem indicar a predisposição a determinadas doenças.

continue lendo

A banha de porco tem sido colocada por alguns como um alimento com propriedades benéficas à saúde...mas será que podemos esperar tanto dela?
A gordura é um nutriente essencial para o bom funcionamento de nosso organismo. Existem vários tipos de gordura. As saturadas e trans são consideradas insalubres, enquanto gorduras insaturadas (mono e poli-insaturadas) em geral são consideradas saudáveis.

continue lendo

Nada acelera o metabolismo do álcool – nem água de coco, nem suquinho detox, nem banho frio! Só o tempo faz com que o fígado consiga “filtrar” todo o álcool do sangue. Para evitar os efeitos da embriaguez e da ressaca é preciso se programar e parar a tempo de se recuperar até o próximo compromisso.

continue lendo

O câncer de tireoide é uma das neoplasias mais frequentes, e sua incidência vem aumentando progressivamente em todo o mundo.

São muitos os fatores de risco para câncer de tireoide. Estudos com sobreviventes de bombas atômicas e vítimas de acidentes nucleares revelaram que a exposição a doses moderadas e altas de radiação aumentam o risco de câncer de tireoide.

Apesar de grande parte dos exames diagnósticos usarem doses de radiação relativamente baixas, fica a dúvida: a exposição repetida a exames diagnósticos com baixas doses de radiação poderia aumentar o risco de câncer de tireoide?

continue lendo

Estudos mostram que pular o café da manhã, ter uma dieta pouco saudável ​​e comer em excesso contribuem para o ganho de peso, mas novas pesquisas sugerem que o simples ato de comer muito rápido também pode promover a síndrome metabólica e a obesidade.

continue lendo

A interposição ileal consiste numa técnica cirúrgica onde a parte final do intestino delgado (íleo) é reposicionada entre o duodeno e o jejuno (início do intestino delgado). Associado a isso é realizada a gastrectomia vertical, procedimento em que parte do estômago é retirada.Isso altera o padrão de liberação de hormônios relacionados à saciedade e ao controle dos níveis glicêmicos, o que costuma levar à perda de peso e à melhora do controle do diabetes.

continue lendo