41 3121.1001

41 99121.1001

 
 
 
 

Diabetes: O que é e como prevenir

Quais são as causas do Diabetes?


Diabetes Mellitus tipo 1

Corresponde a 5 a 10% dos casos. Em geral é decorrente de um processo autoimune onde há destruição das células beta do pâncreas, que são as responsáveis pela produção da insulina. Existe ainda associação com herança genética de fatores que podem induzir ou até mesmo proteger o organismo do desenvolvimento desta doença.

Diabetes Mellitus tipo 2

O diabetes tipo 2 está associado a defeitos na ação ou na secreção da insulina pelo pâncreas. A maioria dos pacientes apresenta sobrepeso ou obesidade. Pode ocorrer em qualquer idade, mas em geral se manifesta após os 40 anos. O diabetes pode estar associado ao uso de alguns medicamentos, a doenças do pâncreas, infecções, síndromes genéticas e distúrbios hormonais.

Quais as suas complicações?

As principais complicações do diabetes podem ser divididas em dois grupos:

- Microvasculares (que afetam pequenos vasos e capilares): nefropatia, retinopatia, e neuropatia diabéticas. Perda visual pode ocorrer. Sintomas como dor e formigamento nas mãos e pés, taquicardia, hipotensão postural, sintomas digestivos, entre outros. O pé diabético pode levar a ulcerações e até a amputação parcial ou total de um membro.

- Macrovasculares (que afetam as artérias mais calibrosas): são as doenças cardiovasculares, como o infarto do miocárdio (IAM), o acidente vascular cerebral (AVC) e as gangrenas periféricas.

Essas complicações devem ser monitoradas periodicamente e podem ser evitadas, ou pelo menos minimizadas, com um bom controle dos níveis glicêmicos. É muito importante tratar os outros fatores de risco, como hipertensão arterial e alterações do colesterol, para a prevenção das complicações do diabetes.

Que cuidados devem ser tomados para minimizar os sintomas e evitar que a doença interfira nas atividades do dia-a-dia?

Um bom controle das glicemias é a chave para se evitar os sintomas da doença. O uso da insulina se faz necessário em torno de 60% dos diabéticos em algum momento da evolução da doença. Recomenda-se o acompanhamento médico com o endocrinologista a cada 3 meses para avaliação dos sintomas e dos exames laboratoriais.

Dra. Daniele Zaninelli – Endocrinologista do HOSPITAL VITA CURITIBA.

Fonte: Blog Hospital Vita