41 3121.1001

41 99121.1001

 
 
 
 

Dicas - Atividade Física

Cinco motivos para não fugir da atividade física no inverno

Você está pensado em parar de malhar ou praticar atividades físicas porque o termômetro baixou? Basta dar uma “resfriadinha” e seus objetivos podem “ir por água a baixo”? Saiba que todos os benefícios conquistados tanto para saúde quanto para o corpo podem ser perdidos.

Ao deixar de “malhar” por dez dias, começa a haver perda de massa muscular. O problema é causado pela interrupção da produção de enzimas responsáveis pela manutenção ou aumento dos músculos, processo relacionado à musculação.

1) Após 15 dias, a capacidade aeróbica diminui. Isso significa menos disposição para trabalhar ou estudar.

2) Como o inverno abre o apetite para alimentos mais calóricos, o treino deve ser mantido para que gordurinhas extras não apareçam.

3) A prática de exercícios regulariza funções fisiológicas, como sono e apetite, além de tornar o coração menos vulnerável a doenças. A interrupção brusca fragiliza o organismo.

4) Se a produção de endorfinas – responsáveis pela sensação de bem-estar e liberadas durante os exercícios aeróbicos – for insuficiente, você poderá se irritar mais facilmente e também ter dificuldades para dormir bem.

5) A falta de treino de musculação, prática de esportes, caminhada, corrida e alongamento deixa o corpo mais tenso, dificultando as tarefas mais fáceis do nosso dia-a-dia, como colocar a meia, calçar o tênis, pegar algo no chão ou subir escadarias.

Com tudo isso, ainda pensa em parar de se exercitar? Essa é a hora de por o corpo em movimento, logo virá o verão e você poderá desfilar mostrando o seu corpo “sarado”, e ainda por cima, um corpo muito mais saudável e bem cuidado, preparado e cheio de disposição para enfrentar as altas temperaturas e o ritmo de final de ano.

Acredite nisso. ”Mente sã em corpo são”, esse sim é o grande segredo de uma boa QUALIDADE DE VIDA!

Referências:
Howley, E. Manual do Instrutor de Condicionamento Físico para Saúde.
American College of Sports Medicine. Programa de Condicionamento físico da ACSM
Powers, S; Howley, E. Fisiologia do exercício aplicada ao condicionamento e ao desempenho

 

Fonte: Site Academia Ametista